Paulo Vannuchi está com medinho

Na Folha Online:

O secretário nacional de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, disse ontem à colunista Eliane Cantanhêde que é um fusível removível no governo e pedirá demissão caso o terceiro Programa Nacional de Direitos Humanos seja alterado para permitir investigação de militantes da esquerda armada durante a ditadura militar (1964-1985).

(…)

“A minha demissão não é problema para o Brasil nem para a República, o que não posso admitir é transformarem o plano num monstrengo político único no planeta, sem respaldo da ONU nem da OEA”.

alfredo-braga.pro.br

O ministro Paulo Vannuchi, o mesmo que acusou a auto-retaliação de Paula de Oliveira de ser um crime de intolerância e xenofobia (contra si mesma, só se for), agora está com medinho de que a Comissão que ele mesmo propôs investigue e exponha o que fizeram os democratas do MR-8 e da VAR-Palmares.

Como se não bastasse, menciona como necessário o respaldo de organizações internacionais para a aprovação de medidas no Brasil. É o contrário, ministro: são as medidas dessas organizações que devem ser recepcionadas pelas leis brasileiras.

Sugiro ao Presidente Lula que nomeie em seu lugar o bêbado Fernando Vanucci.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s